top of page

Sócia fundadora do Instituto Edésio Passos participa de movimento pelo banimento do amianto


Como parte da campanha “Amianto Causa Câncer”, que busca conscientizar a população sobre os riscos que o amianto representa para a saúde, o Observatório do Amianto e a Associação Paranaense dos Expostos ao Amianto (APREAA), lançam uma série documental inédita. Os capítulos, que serão publicados nas páginas do Facebook e Youtube do Observatório do Amianto, apresentam a história de vítimas que adoeceram pelo contato com esse mineral, além de contar com a participação de diversos especialistas sobre o assunto, como a advogada Tatyana Friedrich, sócia fundadora do Instituto Edésio Passos. Tatyana, que também foi uma das organizadoras do livro “A Exposição ao Amianto e sua Proteção Jurídica”, contribuiu esclarecendo questões sobre a situação do banimento do amianto no Brasil e no mundo. O amianto é uma fibra mineral cancerígena, utilizada na indústria em forma de um pó branco, presente em mais de 3 mil produtos do dia a dia dos brasileiros, como caixas d’água e telhas. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o amianto é responsável por mais de 100 mil mortes por ano no mundo. Por esse motivo, mais de 60 países já proibiram o uso desse mineral. Infelizmente, não é o caso do Brasil, onde apenas 8 estados baniram seu uso até o momento. As principais vítimas são trabalhadores e ex trabalhadores das indústrias e da construção civil, mas, além deles, seus familiares, pessoas que moram perto das fábricas e mineradoras e até mesmo consumidores também correm risco, já que basta respirar o pó do amianto para estar exposto.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

QUANDO O DIREITO FAZ A DIFERENÇA PARA AS PESSOAS

Cerca de 500 trabalhadores e suas famílias foram afetados positivamente pelas ações judiciais do Escritório Passos & Lunard, Carvalho, Vieira Advogados Associados (PLCV) durante as primeiras semanas d

Comments


bottom of page