top of page

Adeus à Edésio Passos


Um dos ícones das lutas pelas liberdades democráticas e da resistência à Ditadura Militar no Brasil, Edésio Passos, faleceu hoje em decorrência de uma parada cardíaca em Florianópolis (SC), aos 77 anos.

Por 53 anos, Edésio Passos advogou no Paraná e em Santa Catarina em favor das causas da classe trabalhadora, da moradia popular e do povo pobre do Brasil, assessorando inúmeras entidades sindicais e movimentos populares. Ao longo desse tempo de militância, Edésio foi jornalista, depois advogado, fundador do Partido dos Trabalhadores (PT), artífice da criação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e auxiliou na construção de vários Sindicatos nos estados do Paraná e Santa Catarina. De 1991 a 1994, foi deputado federal pelo PT. Exerceu a função de diretor-administrativo da Itaipu Binacional nos governos de Lula e Dilma.

O advogado vinha travando uma luta não apenas com problemas de saúde, mas com os retrocessos que continuam ameaçando os avanços e os direitos dos trabalhadores, tão arduamente conquistados.

Esse grande símbolo da resistência democrática e da defesa de trabalhadores deixa seu ideal, sua garra, sua sabedoria e sua ação transformadora como modelo a todos os que o acompanharam. Edésio se despede, mas estará presente nos exemplos, nas obras e nas instituições que legou para a sociedade brasileira, semeando sonhos, afirmando e garantindo direitos, pois expressou, na sua vida pública e profissional, os valores e os ideais que fundamentaram a formação desse homem de coração justo e solidário.

Deixa quatro filhos: o também advogado trabalhista André e Ana, frutos da vivência e da caminhada política com a socióloga e professora da UFPR Zélia de Oliveira Passos, e Estevão e Valquíria, de seu casamento com a militante sindical Cleoci Aparecida.

As saudades ficam, mas a melhor homenagem que podemos prestar à memória e à presença de Edésio Passos no nosso dia a dia vem das suas próprias palavras, no documento escrito por ele, intitulado “Carta para meus Pais”, publicado por ocasião do lançamento do livro “Edésio Passos – 50 Anos de Advocacia”, em 2013, disponível em http://edesio50anos.com.br/carta-para-meus-pais/:

“E de advocacia, lá se vão cinquenta anos. O que mais me orgulho da profissão que escolhi é que em todos os atos que participei nesta condição resultaram na construção de uma vida melhor para milhares de trabalhadores e trabalhadoras. Os que não tinham voz, se fizeram ouvidos. Os que foram injustiçados, conseguiram alguma reparação; os que foram perseguidos, resgataram suas liberdades; os que estavam necessitados, obtiveram algum ganho. Mas o que foi e é mais importante: ajudei que aprendessem a ser donos de suas próprias existências”.

edesio-foto-andre

Também nos apoiamos nas palavras do seu filho e sócio do escritório Passos & Lunard Advogados Associados, André, em resposta às manifestações de pesar e de solidariedade das pessoas pela perda inestimável de seu pai. André sempre se inspirou nos passos, nos sonhos, nas lutas e no exemplo de Edésio, com amor de filho e com admiração profissional e militante: “Edésio viveu intensamente os seus valores e princípios, sendo exemplo para muitos que conviveram com ele. Fez a diferença. Edésio sempre estará presente!”.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page